quarta-feira, 20 de junho de 2007

Eu, Eus, Deus

Eu
O Mestre e o Discípulo.
O que observa. O que traduz. O que sintetiza.
Complexo. Salgado & doce. Amaro.
A caça e o caçador. O criador e a criatura.
Transparente. O observador e o observado.
O que prova o vinagre e o vinho. O veneno.
Sou o resultado daquilo que penso e acredito.
Tudo existe porque EU existo. Se EU não existir, nada, absolutamente nada, existe.

I am God born under Aquarius.

Deus não criou o homem
foi o homem quem criou Deus
em meio ao turbilhão
a confusão
o próprio homem se perdeu
se fodeu

Profetas ateus
não acreditam em Deus
Profetas ateus
Não sabem que Deus
sou Eu

Steps


2 comentários:

Leandro Rodrigues disse...

A integração de opostos que resulta na confusão entre criador e criatura revelando-se numa divindade perdida no inexplicável mistério da criação...uma poesia de grande beleza,com sensibilidade e influências existencialistas...
muito bom...sensacional!!!

artigosdavida.blogsport.com disse...

E ai grande Silvio!! Sou um grande fã e estudioso de Raul Seixas. Deis da minha infância que curto as músicas dele!!
Este ano me formo em Filosofia!!! Quando der me mande um e-mail para podermos conversar mais sobre o eterno maluco beleza